Vida na Estrada

Fiscalização de velocidade máxima ganha novas regras para evitar "armadilhas"

Redução do limite de velocidade sem a devida sinalização, "armadilhas" para as motoristas e radares escondidos serão coisa do passado graças às novas regras

Oiê! Como vão as coisas por aí? Hoje temos uma notícia que tem a ver com a questão das multas de trânsito, limites e fiscalização de velocidade máxima nas rodovias brasileiras. O Conselho Nacional de Trânsito (Contran) acaba de criar novas regras para a fiscalização da velocidade máxima nas vias de todo Brasil. Vamos conferir as mudanças:

Fim das "armadilhas" eletrônicas

A primeira regra criada pelo Contran proíbe que os radares de fiscalização, fixos ou portáteis, não podem mais ser colocados em pontos onde não existir uma sinalização clara sobre os limites de velocidade naquele trecho da rodovia. A caminhoneira que ficar atenta às placas e mantiver seu caminhão dentro do limite de velocidade, não terá problemas.

Outro ponto de destaque é a proibição da instalação de radares em locais onde haja obstrução da visibilidade por placas, árvores, postes, passarelas, pontes e etc. Não pode mais radar escondido.

E tem mais: com as novas regras, não será mais permitido multar com equipamentos de fiscalização que não tenham a função de registrar a imagem do veículo infrator. Ou seja, multa só com foto para provar a infração.

Mais respeito aos limites de velocidade

De acordo com o presidente do Contran e diretor-geral do Denatran, Frederico Carneiro, as mudanças na legislação têm por objetivo promover a fiscalização ostensiva no trânsito, privilegiando o caráter efetivamente educativo em vez do meramente punitivo. “O propósito das mudanças aprovadas é fazer com que o condutor seja alertado do limite de velocidade da via, perceba os riscos, reduza a velocidade do veículo e, assim, diminuir a chance de ocorrer acidentes. O que se pretende é fazer com que os limites de velocidade sejam obedecidos em vez de simplesmente multar as pessoas”, explicou Carneiro.

As regras ainda dependem da homologação e regulamentação e têm previsão para entrar em vigor a partir de janeiro do ano que vem.

O respeito aos limites máximos de velocidade nas rodovias e em qualquer rua ou avenida do Brasil  salva vidas e evita que a violência no trânsito aumente. Vamos ficar atentas e respeitar sempre a legislação de trânsito?

Curtiu o conteúdo? Não se esqueça de nos visitar aqui sempre, porque tem conteúdo novo para você, caminhoneira e cristal do nosso Brasil! Um abraço e boa viagem!

Nós utilizamos cookies

Queremos melhorar sua experiência de navegação em nosso site. Ao continuar a utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Para mais informações, por favor veja nossa Declaração de Privacidade.

OK